NUTRISAUDE

.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Rótulo dos Alimentos

Bom dia pessoal, hoje o assunto é sobre rotulagem, existem muitas dúvidas sobre esse assunto, e essas são importantes serem esclarecidas para que saibamos o que estamos consumindo, é importante ler o rótulo e conhecer os ingredientes que são descritos nas embalagens afinal o rótulo do alimento é a identidade dele ;) Então vamos lá aprender e boa leitura a todos ;)

ROTULAGEM



O rótulo é a identidade do produto e o mesmo é importante tanto para o produtor quanto para o consumidor. A rotulagem é a maneira utilizada pelo fabricante para indicar a composição do alimento que será ingerido. Além da lista de ingredientes, o rótulo deve indicar quantidade, prazo de validade, informação nutricional, nome e endereço do fabricante, número do Serviço de Inspeção Federal (SIF), método de conservação (no caso de congelados, por exemplo), entre outros dados.
Lembre-se que a leitura do rótulo é um hábito que deve ser adquirido. Veja o que observar no rótulo:
Resultado de imagem para embalagem molho de tomate

denominação do alimento;
ingredientes (ou a abreviação "ingr."): devem estar em ordem decrescente de quantidade; os aditivos alimentares devem estar incluídos na lista;
conteúdo líquido: os produtos alimentícios que se apresentam sob forma sólida e/ou granulada devem ser comercializados em unidades de massa (Kg, g, mg) e os que se apresentam sob forma líquida devem ser comercializados em unidades de volume (L, ml);
origem: o nome e o endereço do fabricante devem ser indicados, bem como a cidade e o país de origem, identificando-se a razão social e o número de registro junto à autoridade competente;
identificação do lote: todo rótulo deve ter impresso uma indicação em código ou linguagem clara, que permita identificar o lote a que pertence o alimento, a fim de facilitar o rastreamento do produto;
prazo de validade: deve constar o dia, o mês (para produtos com durabilidade mínima não superior a três meses), o mês e o ano (para produtos com duração mínima superior a três meses). Nos rótulos das embalagens de alimentos que exijam condições especiais para sua conservação devem ser indicadas as temperaturas máxima e mínima, além da validade;
rotulagem nutricional: são informações contidas no rótulo a fim de informar ao consumidor sobre as propriedades nutricionais do alimento. É obrigatório declarar a quantidade de valor energético dos nutrientes: carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras trans, fibra alimentar e sódio. Optativamente podem ser declarados vitaminas e minerais, quando estiverem presentes em quantidade igual ou maior que 5% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) por porção indicada no rótulo, outros nutrientes e cálculo do valor energético e de nutrientes. A informação será sempre expressa como "zero", ou "0", ou "não contém" para valor energético e ou nutrientes quando o alimento apresentar quantidades menores ou iguais às estabelecidas como "não significativas". A informação nutricional deve ser expressa por porção, incluindo a medida caseira  correspondente. Fica excluída a declaração de gorduras trans em percentual de Valor Diário. Observação: * % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

É importante observar que o produto deve trazer informações claras, precisas e em língua portuguesa. Sempre que o alimento apresentar em sua composição um ingrediente ou nutriente específico, ou característica que represente um risco à população em geral, ou grupos de pessoas que tenham alguma restrição alimentar como os hipertensos, diabéticos, celíacos, fenilcetonúricos, etc., deverá constar no rótulo uma advertência, conforme a legislação.

LISTA DE INGREDIENTES
 Resultado de imagem para rotulos de alimentos

Para entender os rótulos é importante que saibamos o que significa alguns ingredientes que são utilizados nos produtos e que fogem do conhecimentos de alimentos comuns que comumente temos em casa.
Em primeiro lugar não podemos esquecer que os ingredientes de um produtos são listados em ordem decrescente na embalagem, ou seja, o ingrediente utilizado em maior quantidade vem sempre em primeiro lugar na lista e o ingrediente usado em menor quantidade vem em ultimo.
Mais é preciso tomar cuidado na hora de ler essa lista pois os fabricantes podem usar truques para enganar o consumidor. Por exemplo, substituindo uma parte do açúcar de uma barrinha de cereal por xarope de glucose o açúcar aparece , em segundo lugar na lista seguido do xarope de glucose e talvez em alguns casos tenha mais na frente ainda outros tipos de açúcar como a frutose, quando somamos tudo o primeiro ingrediente é o açúcar . É preciso somar todos os tipos de açúcar para saber a real quantidade desse ingrediente no produto.
Falando em açúcar esses são os tipos mais utilizados no produtos industrializados: sacarose, frutose, xarope de glucose, glicose, xarope glucose-frutose, dextrose, açúcar invertido, dextrina, maltodextrina, lactose... E ainda podemos encontrar os adoçantes (naturais ou artificiais): isomaltose, manitol, maltitol, aspartame, lactitol, poli dextrose, sorbitol, sacarina, ciclamato...De tão perigosos para a saúde alguns desses adoçantes são proibidos em outros países porem no Brasil são utilizados normalmente. 
Convenhamos que o acréscimo de vitaminas e minerais em produtos industrializados é aberrante, quando o produto é visivelmente ruim para a saúde. De que adianta acrescentar 9 vitaminas ou minerais a um biscoito recheado que é carregado de açúcar , gorduras hidrogenadas e farinha branca?
Por isso é importante atentar ao rotulo do produto pois lendo o rotulo talvez você acabe analisando melhor o vai consumir e com isso faça trocas favoráveis a sua saúde.

Alguns requisitos básicos e muito úteis para escolha dos alimentos:

    Resultado de imagem para rotulos de alimentos
  1. - Para que um alimento industrializado possa receber um sinal verde para entrar na sua cozinha ele deve preencher dois requisitos: ter no máximo 5 ingredientes e esses ingredientes devem ser do tipo que você encontraria em uma cozinha doméstica;
  2. - Cuidado com duas armadilhas muito utilizadas pelo fabricante: 1. Dissimular quantidade de açúcar usando diferentes tipo dessa substancia. 2. Afirmar que o produto em questão é bom para saúde porque algumas vitaminas/minerais foram acrescentadas ou porque tem um pouco de farinha integral apesar dos ingredientes refinados e nada naturais;
  3. - "Zero gordura trans" ou "zero gordura trans na porção" nem sempre significa que o produto não contem a gordura trans. Uma coisa é certa se você ver "gordura vegetal hidrogenada" na lista de ingredientes pode ter certeza que a danada esta lá bem escondidinha.
Resultado de imagem para rotulos de alimentos      

Bom pessoal decifrar embalagens e ler listas de ingredientes parece trabalhoso? A solução é extremamente fácil, evite comprar produtos com embalagens e lista de ingredientes. É melhor para saúde, para seu bolso (duplamente na hora de comprar você irá fazer economias e terá menos gasto com a saúde a longo prazo) além de não perder um segundo do seu dia lendo embalagens ;) 

#ficaadica 

Jéssica Borges Pereira 3755/15